Dados do Trabalho


Título

ANALISE DA PREVALENCIA DE FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR EM IDOSOS DE UM HOSPITAL PUBLICO

Introdução e/ou Fundamentos

INTRODUÇÃO:

As doenças cardiovasculares (DCV) constituem o principal grupo de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e a primeira causa de morbimortalidade na população brasileira e mundial, representando cerca de um terço das mortes globais1,2,3. Além disso, acarretam grande impacto na economia, sistemas de saúde e seguridade social4.

As mudanças fisiológicas relacionadas ao envelhecimento associadas a comportamentos de risco têm sido relacionadas às elevadas prevalências das DCV em idosos. Apesar do aumento de sua incidência com o avanço da idade, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que grande parte dessas morbidades poderiam ser evitadas, e que três quartos da mortalidade cardiovascular podem ser diminuídos com mudanças no estilo de vida visando ao controle dos fatores de risco

 Rev. bras. epidemiol. 22 05 Dez 20192019 • https://doi.org/10.1590/1980-549720190064  

Métodos

OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi analisar os dados resultantes da AGA em uma população de idosos  atendidos no ambulatório do Hospital São Julião, Campo Grande, MS, participantes do Projeto AMI – Avaliação Multidisciplinar do Idoso. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo/transversal analítico, orientado pelo método quantitativo em pesquisa. Para a análise estatística, utilizamos o programa Epiinfo versão 3.4.3, bem como fórmulas matemáticas. .Foram analisados retrospectivamente o prontuário de idosos  atendidos no período de outubro de 2007 a março de 2017

Resultados

 A amostra foi composta por 119 idosos  idosos ( n 119) com idade entre 75 a 97 anos sendo a  idade média de 86 anos. Quanto ao sexo  57 (47,8%) pertenciam ao sexo feminino.Foi observado presença de HAS (PA >140 /90 mmHg ) em  30 idosos (25,2%), Hipercolesterolemia (Colesterol Total > 200 mg/dL) em 40 pacientes (33,6%); Hipertrigliceridemia ( triglicérides > 150 mg/dL) em 39 (32,7%), Glicemia de jejum aumentada ( > 99 mg/dL) se fez presente em 31 destes idoso (26%); Sobrepeso e Obesidade ( IMC > 27 kg/m²) em 42 pacientes ( 35,2%).

Discussão

Importancia da Educaçao em Saude para prevençao da DCNT Doenças Cronica Nao Transmissiveis especialmente as Doenças Cardiovasculares.

Conclusões

 Os dados resultantes desta avaliação mostram uma população de idosos com regulares  condições  cardiometabólicas quanto a HAS, dislipidemia e glicemia porem com e forte presença de sobrepeso e obesidade, corroborando para importância da prevenção  em idosos e  o estabelecimento de medidas preventivas e reabilitadoras desta população.

 

Palavras Chave

Idoso , Fatores de Risco , DCV

Área

Tema Livre

Autores

ANGELA SICHINEL, Gabriela Pais Pellizzer, Gislene de Campos Soares Pereira, Alexandre Simões Neto, Daniel Lucas Lopes Freitas Villalba, Mariana Ravizzini Bagno Valentim , Marcia da Costa, Erivaldo Elias Junior