Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇÃO DA DEGLUTIÇÃO EM PACIENTES IDOSOS DESNUTRIDOS PORTADORES DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA HOSPITALIZADOS

Introdução e/ou Fundamentos

A insuficiência cardíaca (IC) é uma condição clínica que, quando relacionada com a desnutrição, pode estar associada com perda involuntária de peso e massa muscular. Um fator que interfere no estado nutricional do paciente é a disfagia, um distúrbio da deglutição, que é um processo fisiológico complexo, frequentemente aparece em pacientes idosos internados decorre do processo de envelhecimento. Objetivo: Avaliar a função da deglutição em pacientes idosos desnutridos portadores de insuficiência cardíaca, investigando a presença de disfagia e suas características durante a internação hospitalar.

Métodos

Estudo transversal, retrospectivo, descritivo, composto por idosos ≥ 60 anos internados na enfermaria em um hospital de referência em geriatria do Estado de Pernambuco, realizado durante o período de agosto a dezembro de 2022. Analisados os prontuários eletrônicos dos pacientes com diagnóstico de IC e desnutrição confirmada por critérios nutricionais, como o IMC (Índice de Massa Corporal), que estavam abaixo do recomendado e alterações na deglutição por disfagia, através das escalas de PARD (Avaliação do Risco para Disfagia) e FOIS (Functional Oral Intake Scale).

Resultados

A amostra composta por 182 pacientes, a média de idade foi de 80 anos, dos quais 64,3% são do sexo feminino. Do total de pacientes 60,4% tem o diagnóstico de IC apresentando também outras comorbidades como hipertensão arterial 51%, diabetes mellitus 30% e demência 19%. Em relação aos pacientes com IC 45,45% apresentaram desnutrição e destes 52% apresentaram disfagia. Correlacionando pacientes com IC e desnutrição demonstraram que 22% apresentaram PARD III e IV (disfagia leve-moderada), 26% PARD VII (disfagia grave), em relação à escala FOIS 40% tiveram FOIS V (disfagia leve), 28% FOIS I (disfagia grave com retenção severa de alimentos em faringe, aspiração silenciosa, ausência de tosse voluntária). Em relação ao desfecho clínico, 22% evoluíram para óbito e a média de internamento foi de 14,6 dias sendo maior nos pacientes com IC, desnutrição e disfagia.

Discussão

Os resultados deste estudo apontam que os pacientes com insuficiência cardíaca e desnutrição têm uma incidência de 52% para disfagia orofaríngea, apresentando disfagia leve-moderada a grave.

Conclusões

Segundo a amostra estudada, em conformidade com a literatura, pacientes portadores de IC tem maior frequência de desnutrição e disfagia. Observado ainda que estes pacientes têm uma maior média de tempo de internamento.

Palavras Chave

Área

Tema Livre

Autores

KATIA MILENA OLIVEIRA DE SANTANA RIBEIRO, Maria Eduarda Rodrigues Ferreira, Isabelle Thais da Silva Santos , Gustavo Henrique dos Santos Soares , Achelles Monise Batista da Silva, Ellen Beatriz Sobral, Wagner Gomes Reis , Jessica Myrian de Amorim Garcia