Dados do Trabalho


Título

RELAÇÃO ENTRE FIBRILAÇÃO ATRIAL E DECLÍNIO COGNITIVO – ESTUDO MULTICÊNTRICO EM AMBULATÓRIOS GERIÁTRICOS DE SÃO PAULO, SP

Introdução e/ou Fundamentos

A FA é importante fator de risco para morte, insuficiência cardíaca e AVC, e novos estudos vêm mostrando sua associação direta com declínio cognitivo e síndrome demencial. Tal associação pode ser explicada pelos “infartos cerebrais silenciosos”, associados às micro embolizações, e que são mais frequentes que os AVCs clínicos nesta população. Ainda, a FA é importante redutora do débito cardíaco e, assim, do fluxo cerebral, o que também tem relação direta com declínio cognitivo e desenvolvimento de síndrome demencial. Visto isso, testes cognitivos são essenciais no rastreio de queixas cognitivas nesses pacientes. 

Métodos

Utilizamos o 10-Point Cognitive Screener (10-CS), desenvolvido no Brasil e validado por Apolinário et al, que tem rápida aplicação e alta correlação com o MoCA e o MEEM. A pontuação se dá desta forma: maior ou igual a 8 pontos é considerado um teste normal, 6 a 7 pontos, teste com possível comprometimento cognitivo, e 0 a 5 pontos, teste com provável comprometimento cognitivo. Ajustes podem ser realizados de acordo com a escolaridade (máximo de 10 pontos). O estudo foi aplicado no primeiro semestre de 2023, em ambulatórios geriátricos de dois centros paulistanos: Hospital Geriátrico Dom Pedro II e Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. Os pacientes foram divididos entre portadores ou não de FA, e nenhum tinha diagnóstico prévio de comprometimento cognitivo.

Resultados

Foram avaliados 54 pacientes, 27 de cada grupo, e os resultados se seguem:

Discussão

.

Conclusões

Observa-se maior comprometimento cognitivo entre os pacientes com FA, levantando-se a hipótese de que ela é um fator de risco independente para o declínio cognitivo.

 

REFERÊNCIAS:

1. KÜHNE, M. et al. Silent brain infarcts impact on cognitive function in atrial fibrillation. European Heart Journal. Oxford, n. 43, p. 2127–2135, 2022.

2. CONEN, D. et al. Relationships of Overt and Silent Brain Lesions With Cognitive Function in Patients With Atrial Fibrillation. Journal Of The American College Of Cardiology. Washington, n. 73, p. 989-999, 2019. 

Palavras Chave

FIBRILAÇÃO ATRIAL
DECLÍNIO COGNITIVO

Área

Tema Livre

Instituições

Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia - São Paulo - Brasil, Hospital Geriátrico e de Convalescentes Dom Pedro II - São Paulo - Brasil

Autores

BEATRIZ CORREIA BONICI, MARIANA JANCIS RIGOLO, YNGRID DIEGUEZ FERREIRA, ALICIA LIMA DE CASTRO , FELICIO SAVIOLI NETO, NEIRE NIARA FERREIRA DE ARAUJO, NEWTON LUIZ RUSSI CALLEGARI, CLAUDIA FELICIA GRAVINA